11 fevereiro 2007

O Ovo de Rá - 37ª parte

A foto foi tirada daqui.

Pepitas

Continuamos a nossa caminhada agora rumo ao desconhecido. Helmut parecia contente e animado. Havia um caminho, não era apenas um carreiro, mas uma estrada estreita e bem cuidada. Se os Gulats nunca tinham vindo para aqui, seria no mínimo estranho. E porque não se aventuraram nunca os da aldeia de Bel-Vito? Talvez estes últimos por medo dos Yétis, e talvez tivessem convencido os Gulats do mesmo.

Mas Memeth viera de certeza por este caminho. Não se perdera. Ele tivera contacto com os conterrâneos de Bel-Vito. Porque nenhum deles teria nunca arriscado vir por aqui?

Ía imerso nestes pensamentos quando reparei que Bel-Vito se abaixara e apanhava alguma coisa do chão que metia no seu saco a tiracolo.

Fiquei curioso e aproximei-me.

Ele endireitou-se de imediato e fingiu olhar a paisagem. Achei aquilo tão suspeito…

-- Então Bel-Vito, alguma coisa interessante?

Demorou a responder:

-- Sim… Não sabia que havia um caminho tão bom por aqui. Não costumamos passar além do Pico das Águias…

-- Eu sei. Já me tinhas dito. É por isso que apanhaste uma pedra do caminho? Para ficar com uma recordação?

Ficou calado e não respondeu e quando insisti em fixar o meu olhar no dele, pôs-se a olhar ostensivamente para a paisagem. Achei que era um grandessíssimo malcriado. Decidi dizer:

-- Bom, vou olhar para o chão também, pode ser que encontre alguma pedra interessante, para ficar como recordação…

E olhei para o chão e não pude deixar de exclamar:

-- Cum catano! Então era isto que tu apanhavas…Godo! Chega aqui.

Tinha apanhado uma pedra um pouco maior que grão-de-bico, só que era dourada e brilhava quando deixava que o sol lhe batesse.

Godo aproximou-se célere e Cabelos de Fogo seguia-o de perto, os Mestres também se aproximaram.

-- Vê! – disse eu para Godo.

Godo olhou bem para a pedra.

-- Parece ouro… -- confirmou ele.

Mestre Ludovico e Mestre Ratapone também se aproximaram.

-- O autor da descoberta é o Bel-Vito… - esclareci – Mas pelo que pressuponho queria ficar com o exclusivo…

Mestre Ratapone censurou-me:

-- Vá Maia , nada de avaliar as intenções dos outros…

Cabelos de Fogo começou a olhar para o chão e rapidamente descobriu mais umas quantas pepitas que apanhou com sofreguidão.

Helmut notou o ajuntamento e veio para trás ao nosso encontro.

-- Ora então, a que se deve esta concentração? – perguntou ele.

Mostrei-lhe a pepita. Ele cheirou e perguntou-me:

-- Isto come-se?

-- Não…

-- Baghh! – bocejou ele – Então porque esta excitação toda?

-- È ouro Helmut! – disse incrédula Cabelos de Fogo.

-- Grande coisa! Se fosse uma lebrezinha…

-- Só pensas com o estômago! – censuoru Cabelos de Fogo.

-- Mas para que serve isso?

-- Ora… -- Cabelos de Fogo ficou asism apanhada de surpresa, mas não desarmou – Pra fazer anéis, colares, pulseiras, brincos…

Helmut riu-se:

-- Obrigado mas não uso! Continuo a preferir lebres…

Galimodo aproximou-se e ao ouvir falar de lebres…

-- Eu já me contentava com um ratito, mas aqui o ar é tão frio que eles nem devem sair das tocas!

Cabelos de Fogo e Bel-Vito começaram a competir pelas pepitas.

-- Parem! – ordenou Mestre Ratapone. – larguem isso imediatamente…

Cabelos de Fogo e Bel-Vito olharam para o Mestre com incredulidade. O Mestre insistiu:

-- Quero que larguem as pepitas no caminho, onde as apanharam… -- e depois quase suplicando – por favor…

-- Mas… -- balbuciou Cabelos de Fogo – Vamos largar isto aqui?!

Isto eram um punhado de pepitas que ela tinha na mão.

Godo falou, com a sua voz calma:

-- Acho que já te deste mal com o ouro… Ou não é por ele que te tornaste errante?

E Mestre Ludovico aproximou-se e falou em voz baixa para Bel-Vito:

-- O ouro tem o condão de desfazer as amizades e trazer do coração o seu lado mais negro…

-- E depois… -- argumentou Mestre Ratapone – Quando voltarmos ele continuará aí…

-- Mas quem vier, apanhará este ouro! -- insistiu Cabelos de Fogo.

-- Ninguém o apanhou antes… -- comentei.

Olhamos todos uns para os outros. Godo concluiu:

-- O importante é que regressemos com vida. Não sabemos o que se passou com Memeth… Terá sido isso a fazer com que se perdessem?

Cabelos de Fogo abriu a mão e as pepitas caíram no chão. Bel-Vito não disse nada, mas abriu o saco, tirou uma pepita e atirou-a para a beira do caminho.

Helmut fungou:

-- Tão complicados que vós sóis…

E Galimodo propôs:

-- E se fossemos tentar caçar amigo Helmut?

-- Ora, acho que ainda nos havemos de tornar grandes amigos, caro Galimodo…